O que é o consumo consciente?

“O que vamos deixar para o planeta?” é um grande questionamento nos dias de hoje.

Cada vez mais pessoas estão adotando por transportes alternativos, por realizar a reciclagem do lixo, estão pensando 2x antes de comprar algo de determinado material, tentando cada vez mais diminuir o impacto que nossas ações se revertam em danos no planeta terra.

De alguma forma, todas as nossas ações afetam o planeta, seja de forma positiva e negativa. Porém, infelizmente, a maioria das atitudes do homem afeta não só o planeta, mas também a sociedade de um modo geral e, geralmente, de maneira negativa.

A partir do momento que se passa a ter consciência de quais tipos de impactos são causados através do seu consumo e atitudes, é possível realizar uma análise maior de como agir, por exemplo, antes de comprar determinado produto, repensar se é realmente necessário, se lhe vai ser útil por muito tempo ou se após pouco tempo de uso, será descartado e jogado no meio ambiente.

Um consumidor consciente é aquele que tem a consciência de que seu ato de consumo, pode transformar positivamente ou negativamente um determinado ambiente, é aquele que no ato da compra levará em conta o modo que o produto foi produzido, as condições de trabalho de quem o produziu, além de preço, marca e qual sua matéria prima.

A regra básica do consumo consciente são os 3 R’s: reduza, reutilize e recicle

3 rs do consumo consciente

Ao levar esta pequena regra em conta, você pensará duas vezes antes de se desfazer de determinado produto e, caso o descarte seja a opção escolhida, repensará se existe a possibilidade de reutilização, reciclagem ou até mesmo doação. Algumas vezes, consertar algum produto vale mais a pena, vendo de maneira econômica, do que abrir mão do velho e comprar um novo.

Afim de orientar melhor os consumidores, o Instituto Akatu, organização não governamental sem fins lucrativos que trabalha pela conscientização e mobilização da sociedade para o consumo consciente, 12 princípios do consumo consciente, são eles:

Planeje suas compras

Não seja impulsivo nas compras. A impulsividade é inimiga do consumo consciente. Planeje antecipadamente e, com isso, compre menos e melhor.

Avalie os impactos de seu consumo

Leve em consideração o meio ambiente e a sociedade em suas escolhas de consumo.

Consuma apenas o necessário

Reflita sobre suas reais necessidades e procure viver com menos.

Reutilize produtos e embalagens

Não compre outra vez o que você pode consertar, transformar e reutilizar.

Separe seu lixo

Recicle e contribua para a economia de recursos naturais, a redução da degradação ambiental e a geração de empregos.

Use crédito conscientemente

Pense bem se o que você vai comprar a crédito não pode esperar e esteja certo de que poderá pagar as prestações.

Conheça e valorize as práticas de responsabilidade social das empresas

Em suas escolhas de consumo, não olhe apenas preço e qualidade do produto. Valorize as empresas em função de sua responsabilidade para com os funcionários, a sociedade e o meio ambiente.

Não compre produtos piratas ou contrabandeados

Compre sempre do comércio legalizado e, dessa forma, contribua para gerar empregos estáveis e para combater o crime organizado e a violência.

Contribua para a melhoria de produtos e serviços

Adote uma postura ativa. Envie às empresas sugestões e críticas construtivas sobre seus produtos e serviços.

Divulgue o consumo consciente

Seja um militante da causa: sensibilize outros consumidores e dissemine informações, valores e práticas do consumo consciente. Monte grupos para mobilizar seus familiares, amigos e pessoas mais próximas.

Cobre dos políticos

Exija de partidos, candidatos e governantes propostas e ações que viabilizem e aprofundem a prática de consumo consciente.

Reflita sobre seus valores

Avalie constantemente os princípios que guiam suas escolhas e seus hábitos de consumo.

“Consumir com consciência é consumir diferente, tendo no consumo um instrumento de bem estar e não um fim em si mesmo” Instituto Akatu