Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, 8 de março, trago um assunto que tem sido muito discutido entre as mulheres contemporâneas: o Sagrado Feminino. Você já ouviu falar nele?

Vênus de Willendorf – Foi encontrada em 1908, na Áustria.

Embora pareça mais um dos vários movimentos que estão emergindo em meio ao dinamismo das redes sociais, o Sagrado Feminino remete a um comportamento antigo. Ele nos convida a voltar ao período Paleolítico (100.000 a 10.000 a.C), quando a mulher e a natureza (considerada deusa-mãe) eram valorizadas e consideradas sagradas.

Quando pensamos na sociedade patriarcal em que vivemos, onde tudo parece estar bem enraizado, é difícil pensar que já houve um tempo em que mulheres e homens viviam em igualdade de direitos e manifestações. Mas, segundo historiadores, esse período existiu.

Esculturas femininas, além de escavações arqueológicas que revelavam o comportamento de saudar a natureza por meio de rituais, permitiram aos pesquisadores estudarem as chamadas sociedades matriarcais.

E é justamente por meio do resgate desses comportamentos que o Sagrado Feminino vem sendo cada vez mais difundido entre as mulheres. O movimento procura despertar a consciência da essência e do poder feminino, de gerar a vida, de nutrir, de semear, de cuidar.

Por meio de reuniões, chamadas Círculos de Mulheres, são compartilhados ensinamentos sobre a sexualidade feminina, a ginecologia natural, a ligação entre o ciclo menstrual e as estações da natureza, bem como os poderes medicinais das plantas, práticas de relaxamento, autocuidado e saudações às deusas.

Veja um exemplo de como nossos ciclos estão ligados com as estações do ano e da lua:

 

Segundo o Sagrado Feminino, o ciclo menstrual e as fases da lua formam uma relação íntima. O termo menstruação deriva do latim mesis (mês), que se relaciona com a palavra mene, “Lua” na Grécia Antiga. Confira as características de cada lua, segundo a Mandala Lunar.

Durante a Lua Nova, a noite está mais escura. É um novo ciclo que se inicia, junto à energia do recomeço. É o momento de voltar para si, de introspecção, assim como a natureza e os animais se refugiam no inverno.

Na Lua Crescente, o que estava obscuro vai se tornando mais claro. As flores e folhas vão ressurgindo, assim como na primavera. É hora de agir e prosperar, pois a Lua nessa fase tem o poder de fazer crescer e fertilizar.

Chegamos à Lua Cheia, quando tudo vibra e ilumina. A energia se encontra em seu ápice, assim como a luz do sol no verão. É o período fértil.

Por fim, há a Lua Minguante, como o recolher no outono, em que as flores e folhas caem para se preparar para um novo ciclo. A energia se contrai e volta para a introspeção. É hora de deixar ir, de limpar e se dissolver em mais uma menstruação 🙂

 

Círculo de mulheres

O Sagrado Feminino propõe às mulheres enxergar a deusa que há em seu interior e que, muitas vezes, anda esquecida. Se você está cansada de se dividir em quinhentas para poder agradar a todos, se você sente que precisa de ajuda, que não está conectada com sua essência, que se perdeu em meio à correria de um dia após outro, a dica das mulheres que seguem essa filosofia é: tente parar um pouquinho. Ouça sua intuição, reserve um tempo para cuidar de você, dance, compartilhe suas aflições com as amigas, conecte-se com a mãe-terra, procure um círculo de mulheres perto de ti.

 

Oração da Mulher Sagrada

Sagrada Força Feminina, te saúdo e sinto tua presença se manifestando em meu Ser
Através de meus pensamentos, palavras e ações
Deixo que a Divina Presença da Mãe Cósmica me oriente com sua infinita sabedoria
Ela está chegando, sinto sua Dança
Ela está falando, ouço sua canção de Amor
Ela está dentro e fora, nas coisas mais simples e por isso perfeitas
E seu templo sagrado é meu corpo de Mulher
Seu pensamento agora é meu pensamento
E só penso em Amor, só sinto Amor, e só vejo Amor
O mundo que percebo é fruto da minha percepção de Amor
E assim crio a minha realidade
Abençoo meu dia e honro minha Deusa de mil nomes
E assim crio a magia que me ilumina e protege
Saúdo a noite e honro minha Mãe Lua, suas sagradas fases comandam meu corpo de mulher
E assim me preservo saudável e com meus ciclos femininos em perfeita harmonia
Saúdo a Incognoscível, e assim honro e preservo meu poder oculto
Saúdo as Forças da Natureza para que a Mãe Terra me proteja
E me oriente no Norte, no Sul, no Leste e no Oeste
Honro a terra onde piso, a água que bebo e o meu alimento
Pois sei que tudo que fizer a esta Terra voltará para mim e para meus descendentes
E assim me conecto ao coração de Gaia e à sua proteção maternal
A Deusa cuida do meu corpo e da minha alma
E assim estou em perfeita sincronia com o Universo
Do meu coração flui seus ensinamentos, suas palavras de sabedoria e sua força infinita
E assim realizo minha divindade humana
Em minha alma o Sagrado Feminino e o Sagrado Masculino se uniram em Amor e Êxtase
E assim descobri o equilíbrio onde o ser humano deve estar
Todo o Amor que nutre minha existência vem da Fonte Divina
Por isso não preciso que nenhum ser humano o faça por mim
A Deusa abençoa meu corpo com seus sagrados encantos
E assim a beleza da minha Alma se reflete em meu corpo feminino
Da minha mente fluem os pensamentos e a criatividade
Que fazem minha existência ser especial e singular
E assim realizo minha vocação maior
Preservo meu coração limpo e leve como uma pena
E assim me permito ser livre e feliz para sempre
E que Assim Seja, porque Assim É

Sei que esse sentimento é bastante comum na maioria das mulheres com quem converso, principalmente as mães. Assim, espero que esse tema tenha lhe ajudado a entender um pouco mais sobre essa filosofia de vida e que possa acalmar um pouco seu coração.

Feliz dia para nós <3

Um beijo,

Dani.