Olá, como passaram o feriado?

Dizem que, no Brasil, o ano só se inicia efetivamente após o Carnaval. Vejo aí uma possibilidade de vários começos e recomeços 🙂 Quer um exemplo? Alimentação. Não falo em dieta, que geralmente associamos a sacrifícios e a “passar fome”. Refiro-me a uma mudança nos hábitos alimentares, a uma reeducação que nos leva a refletir não só sobre o alimento que estamos ingerindo, como também sobre a maneira como ele foi produzido e como seu cultivo está impactando o meio ambiente. Esses são, basicamente, os conceitos que definem o Slow Food.

Já falamos do Slow Fashion por aqui. A verdade é que o Movimento Slow está se disseminando por várias esferas e a alimentação é uma delas. O termo surgiu na Itália, em 1986, e foi pensado pelo ativista alimentar Carlo Petrini. Em oposição ao Fast Food, o Slow Food propõe reflexões acerca da cadeia de produção, ao retorno da cultura alimentar agrícola e familiar, além do consumo de alimentos minimamente processados.

Passando da teoria para a prática, tive a ideia de trazer para vocês 4 receitas saudáveis e práticas para facilitar sua vida e ajudar nesse processo de conscientização 🙂

Slow Food – confira as receitas:

01. Tabule de quinoa

slow food

Ingredientes:

  • 2 xícaras de quinoa em grãos
  • 3 tomates
  • 2 pepinos japonês
  • 1/2 cebola
  • 1 limão
  • 4 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem
  • 1 xícara de salsinha
  • 1/2 xícara de hortelã
  • 2 colheres (chá) de sal

Modo de preparo:

  • Colocar para ferver em uma panela média a água com uma pitada de sal.
  • Após a fervura a água, despejar a quinoa na panela.
  • Deixar cozinhar por aproximadamente 15 minutos ou até aparecer um ponto branco no interior dos grãos.
  • Escorrer a quinoa e deixar esfriar. Reservar.
  • Cortar o tomate e o pepino em cubinhos.
  • Adicionar o tomate, o pepino, a cebola, a salsinha e a hortelã.
  • Temperar tudo com suco de limão, sal e azeite. Misturar bem.
  • Servir.

 

02. Espaguete de abobrinha

slow food

Ingredientes:

  • 3 unidades de abobrinha italiana
  • 1 colher (chá) de alho
  • 6 tomares maduros
  • 15 folhas de manjericão
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (chá) de missô – pasta de soja fermentada
  • 1/2 colher (chá) de pimenta-do-reino preta em pó
  • 4 unidades de castanha-do-pará

Modo de preparo:

  • Lavar bem os legumes.
  • Passar a abobrinha pelo cortador de legumes para fazer fios semelhantes ao espaguete e reservar.
  • Bater no liquidificador os tomates com um pouco de água juntamente com o sal, o alho, o missô, o manjericão, o azeite e a pimenta-do-reino.
  • O molho de tomate pode ser amornado em panela de pedra, barro ou ferro fundido em fogo baixo. Atenção para para não exceder 43 °C, ou seja, até que a mão suporte o calor.
  • Adicionar o molho frio ou morno sobre o espaguete e servir. Adicionar castanha-do-pará ralada por cima como opcional.

 

03. Tajine de peixe com legumes

slow food

Ingredientes:

  • 1 kg de filé de peixe cru
  • 1 cebola roxa
  • 2 dentes de alho
  • 4 colheres (sopa) de salsinha
  • 2 colheres (sopa) de coentro fresco
  • 1 colher (chá) de sal
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extra virgem
  • 2 unidades de cravo-da-índia
  • 1 colher (chá) de cúrcuma
  • 2 unidades de canela em pau
  • 2 folhas de louro
  • 6 xícaras de água
  • 1/2 xícara de uvas-passas
  • 2 colheres (sopa) de gengibre
  • 1 colher (sopa) de mel
  • 1 colher (chá) de canela em pó
  • 1/2 colher (café) de pimenta-do-reino preta em pó
  • 1 colher (café) de açafrão
  • 1 cenoura
  • 1 abobrinha italiana
  • 1 berinjela

Modo de preparo:

  • Lavar bem o peixe e cortar em pedaços grandes. Temperar com sal e pimenta. Reservar.
  • Fazer um caldo de peixe com meia cebola e os cravos espetados nela, as folhas de louro, alguns ramos de salsinha e coentro e a cabeça do peixe. Ferver por 15 minutos e coar.
  • Aquecer o azeite em uma panela e refogar a outra metade da cebola picada até ficar transparente. Adicionar o alho, em seguida o gengibre, depois o açafrão da terra, o açafrão espanhol e a canela em pó. Refogar por mais 2 minutos.
  • Acrescentar o caldo de peixe, as uvas passas, o mel e os legumes cortados em cubos. Cozinhar em fogo baixo por 5 minutos.
  • Adicionar o peixe e cozinhar por mais 5 minutos. Apagar o fogo e juntar a salsinha e o coentro picados. Temperar com sal e misturar.

 

04. Quiche viva

slow food

Ingredientes:

  • 2 xícaras de amendoim cru
  • 150 g de inhame cru
  • 1 colher (chá) de sal
  • 1 colher (café) de pimenta-do-reino preta em pó
  • 1 limão
  • 1 dente de alho
  • 1 pepino japonês
  • 250 g de abacate
  • 200 g de cogumelo paris

Modo de preparo:

  • Deixar o amendoim de molho em água por quatro horas e escorrer.
  • Descascar o inhame e cortar em pedaços grandes.
  • Descascar o alho e cortá-lo. Cortar o limão ao meio.
  • Colocar no processador o amendoim, o inhame, uma pitada de sal, 15 gotas de suco de limão e uma pitada de pimenta-do-reino preta.
  • Processar até adquirir consistência homogênea e lisa.
  • Espalhar a massa sobre uma forma de torta com as mãos.
  • Fazer furinhos na massa com um garfo. Expor à luz solar da manhã ou levar ao forno pré-aquecido, porém desligado por 20 minutos aproximadamente.
  • Cortar o pepino em fatias finas.
  • Temperar o pepino com sal, pimenta, limão e misturar bem com as mãos.
  • Abrir os abacates.
  • Amassar os abacates com um garfo e temperar com sal e limão.
  • Cortar os cogumelos em fatias finas e temperar com sal, pimenta-do-reino preta e gotas de suco de limão. Misturar bem com as mãos.
  • Retirar a massa do sol ou do forno.
  • Espalhar o pepino marinado sobre a massa.
  • Espalhar o abacate amassado sobre o pepino.
  • Distribuir os cogumelos sobre o creme de abacate.

 

*Receitas retiradas do Portal Namu

Prontinho pessoal 🙂

Espero que gostem,

Com carinho, Dani.